Como os executivos consideram que a inovação influencia nas estratégias das organizações?

Barômetro da Inovação 2013 é um estudo financiado pela GE e conduzido pela StrategyOne (empresa de consultoria e pesquisa independente), que consolida a percepção de mais de 3000 executivos sêniores – de 25 países diferentes – sobre como a inovação influencia nas estratégias dos negócios em um ambiente globalizado e cada vez mais complexo.

Blog 06 A - 24-08-2013

Nesta edição o estudo apontou 5 macros conclusões:

  • Estado da Inovação: o ritmo da inovação é um desafio para as economias locais. Os líderes de negócio ficam em conflito em ampliar seus negócios globalmente ou apoiar tendências protecionistas;
  • Parcerias: a colaboração é percebida  como a chave para garantir o sucesso da inovação nos negócios. Sendo que as economias emergentes estão aderindo mais fortemente a colaboração do que as economias desenvolvidas;
  • Modelos: Inovação em modelo de negócio deverá desempenhar um grande papel na performance global do negócio;
  • Política: a percepção em relação ao ambiente política para a inovação está em queda. O estudo aponta que os governos deveriam focar: na educação, reduzir a burocracia, proteger o capital intelectual e dar suporte ao desenvolvimento de venture capital para ampliar o incentivo a inovação;
  • Pessoas: preparar a força de trabalho e mobilizar talentos são as principais preocupações para tornar a inovação mais forte.

Acredito que há outros pontos interessantes apontados pelo estudo:

  • Inovação continua sendo uma estratégia prioritária (91% afirmaram), porém os líderes estão em conflito em relação ao melhor caminho a seguir (30% contestam os benefícios da inovação nos mercados locais, pois acreditam que o aumento da competição e o ritmo do avanço tecnológico possui impactos negativos);
  • Há um paradoxo (e uma tensão) entre criar (1) políticas para defender o mercado local em relação as tecnologias importadas (71% são favoráveis) e (2) promover a abertura de mercado para intensificar o comércio exterior e investir/importar avanços tecnológicos;

Blog 06 B- 24-08-2013

  • Inovação incremental ainda continua sendo a grande aposta, porém há grandes expectativas em relação a inovação em modelo de negócios;
  • Acesso a novas tecnologias (79%), acesso a novos mercados (79%), melhorar produtos/serviços existentes (75%) e acelerar o tempo do mercado (72%) são os principais motivos para as empresas colaborarem;
  • Falta de proteção da propriedade intelectual (64%), Falta de confiança (47%), Perda de talentos (45%) e Falta de testes do processo de colaboração (39%) são os principais motivos para as empresas não colaborarem;
  • Os líderes brasileiros (86%) são os mais preocupados com a proteção da propriedade intelectual, sendo que a média mundial é de 64%;
  • Há um balanço entre a percepção externa e interna em relação ao ambiente político para a inovação;

Blog 06 C - 24-08-2013

  •  O alinhamento entre educação e as necessidades dos negócios é uma das maiores prioridades.
Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s