Como utilizar as nuvens para inovar? (Parte 2)

Conforme prometido no post de 28/julho, este post será dedicado a apresentar um pouco mais sobre o estudo The power of cloud – Driving business model innovation (em tradução livre O poder da nuvem – Conduzindo inovação em modelo de negócio).  O estudo foi desenvolvido pelo IBM Institute for Business Value e publicado em Fevereiro de 2012.

O estudo utiliza como pano de fundo o potencial das nuvens como uma plataforma que possibilita e possibilitará – cada vez mais – a inovação nos modelos de negócios, permitindo:

  • Otimizar, ampliando a proposta de valor para o cliente enquanto melhora sua eficiência organizacional;
  • Inovar, criando um novo fluxo de receita ou estabelecendo um novo papel em um ecossistema já estabelecido;
  • Criar Ruptura, criando uma nova necessidade para o cliente ou uma nova cadeia de valor para a indústria.

O estudo foi de caráter qualitativo, entrevistando 572 empresas/executivos da área de TI, ao redor do mundo, para entender como as nuvens estão sendo adotadas e quais são os possíveis caminhos desta tendência. Se é que podemos chamar de tendência, está muito mais para uma realidade, pois 72% dos entrevistados informaram que já estão utilizando alguma aplicação nas nuvens (como piloto = 38%; adaptando alguma aplicação = 21%; ou fortemente = 13%) e 90% pretendem utilizar nos próximos 3 anos  (como piloto = 21%; adaptando alguma aplicação = 28%; ou fortemente = 41%).

Uma das vantagens muito citadas quando se referem a utilização das nuvens está a redução dos custos de manter uma infraestrutura exclusiva, porém esta não é a única vantagem. Os entrevistados apontaram como pontos importantes que devem ser consideradas na adoção das nuvens (importante+muito importante acima de 50%): (1) Aumento da colaboração com parceiros externos; (2) Vantagem competitiva/custo por meio da integração vertical; (3) Novos canais de entrega e mercados; (4) Novo/Ampliação fluxo de receitas; (5) Diferenciação competitiva por meio de especialização.

O estudo apontou 6 fatores chaves das nuvens para potencializar a inovação em modelo de negócios:

  1. Custo flexível: a empresa paga quando e quanto usa, não tendo um custo fixo a ser absorvido;
  2. Escalabilidade do negócio: permite ampliar o negócio de forma ágil, sem necessitar em precisar ampliar a infraestrutura;
  3. Adaptável ao mercado: permite alta velocidade para se adaptar ao mercado, possibilitando rápidos ajustes e experimentos;
  4. Transparencia da complexidade: a complexidade da infraestrutura é totalmente transparente para o desenvolvedor, que não precisa se preocupar com questões de hardware;
  5. Variabilidade contextualizada: permite que as aplicações se adaptem as necessidades dos usuários (finais), pois permite mapear/aprender com seu comportamento;
  6. Conectividade dos ecossistemas: permite conectar as aplicações dos clientes e fornecedores, facilitando o tráfego das informações entre os mesmos.

Estes 6 fatores, permitem que as organizações possam inovar em seus modelos de negócios de três formas (como já citei), podendo ser classificados em Otimizadores (Melhorar uma cadeia de Valor x Ampliar a proposta de valor), Inovadores (Transformar uma cadeia de valor x Extender a proposta de valor) ou Ruptores (Criar uma cadeia de valor x Inventar uma nova proposta de valor).

Enfim, as nuvens permitem uma vasta possibilidade para inovar no modelo de negócio de uma organização, será que você conseguiria inovar no  modelo de negócio de sua organização utilizando as nuvens?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s